" céu revolto
pode ser teu vulto
ou tua volta "
" Fiquei sentado no aeroporto, esperando. Não se pode confiar em fotos. Não dá pra saber. Eu estava nervoso. Vontade de vomitar. Acendi um cigarro e tossi. Por que eu tinha que aprontar dessas? Não queria saber dela agora. E ela estava vindo lá de Nova York. Eu conhecia uma porção de mulheres. Pra que sempre mais mulheres? O que eu estava tentando fazer? Era excitante um caso novo, mas também dava um trabalhão. O primeiro beijo e a primeira trepada tinham uma certa dramaticidade. As pessoas são interessantes no início. Aos poucos, porém, todos os defeitos e loucuradas botam as manguinhas de fora, é inevitável. Começo a significar cada vez menos pras pessoas, e elas pra mim. "

c-a-n-a-r-i-o:

nós trouxemos o pior um para o outro.
e embora eu vou sentir sua falta
eu vou esquecê-lo e deixá-lo ir.

eu não posso odiar você, eu sei que vou sentir sua falta. mas vou te esquecer e te deixar ir.

no more try, you and I

not now, not ever
and i’ll get by without you.

" — Você o amou?
— Amava.
— Não ama mais?
— Não.
— Por que? Se é amor, não deveria acabar.
— Era só o meu amor, um coração não ama por dois. "